Entrevista sobre Ocultismo para Pelotas Occulta


Quem é Lua Valentia?

Bruxa da Magia do Caos. Morando na Austrália, hoje escritora, eterna aprendiz de arte, magia e liberdade. Comunicadora social, trouxe o método dos Quarenta Servidores para o Brasil. Filha dos deuses Perséfone e Morpheus, voz e letras da banda Caotes.


O que é a Bruxaria para você?

Bruxaria é a arte de transformar a sua realidade, moldar a sua vida de acordo com a sua Vontade, estudando o Oculto e usando métodos para tal, bem como roupas e instrumentos específicos em determinados ritos, rituais e feitiços. Faz-se o uso de ervas, plantas, cristais, incenso etc, bem como muitas vezes segue-se a posição e a situação dos astros, em especial da lua, como uma espécie de calendário para eventos e festividades.


O que é a Thelema para você?

Thelema é a busca pela sua Vontade, perseguindo o autoconhecimento, seus limites e seu entendimento em relação à própria realidade.


O que é o sagrado feminino no seu entendimento?

O sagrado feminino é o conhecimento holístico ancestral de que somos a Natureza e de que, portanto, vivemos de ciclo em ciclo. A mulher cis entende isso na pele por sangrar e vivenciar mensalmente o que é a morte, a regeneração e a vida. Quando a mulher pratica o sagrado feminino, ela se reconecta com sua ancestralidade e abre um poder imensurável de vida e morte. Este conhecimento nos diz que não devemos explorar a Natureza, mas sim viver em harmonia com ela da melhor forma possível. Isto é essencial para o futuro da humanidade.


Você honra o sagrado feminino, como o faz?

Sim, em primeiro lugar estabelecendo meu espaço dentro da comunidade ocultista. Em segundo, espalhando o meu entendimento sobre o que é fazer parte da Natureza, o que é respeitá-la e amá-la. Diminuindo assim o impacto da minha vida no mundo e minha pegada de carbono. Ritualisticamente, oferecendo meu sangue menstrual à Terra, bem como rituais específicos envolvendo a Lua Vermelha, altar de Sangue, lua em pó, sexualidade e outros.


Este é o momento da mulher na Magia? qual o papel da mulher no cenário ocultista?

Sempre foi o momento da mulher na Magia, o que ocorreu foi uma tentativa de domesticar a mulher selvagem, o que foi inútil. Não é possível domesticar a força encarnada da Natureza, ela simplesmente irá sorrir porque é uma atriz fenomenal. A mulher ingênua e domesticada é a mentira que contamos para manter a máscara que queremos. Nós sempre controlamos o mundo. E o seu papel é aquele que cada uma estabelece para si própria.


Percebo que és uma mulher empoderada e sensual, o poder da Magia Sexual é real? Você pratica Magia Sexual? Qual a situação da magia Sexual no cenário atual?

Magia sexual é o centro da minha prática, visto que para Magia do Caos é uma das formas mais prazerosas de se atingir o estado alterado de consciência, o que é necessário para lançar a sua Vontade. A sensualidade é um instrumento como qualquer outro dentro da Magia, assim como o cálice e a varinha. A Magia Sexual é muito usada por indivíduos, porém entre casais e mais praticantes eu ainda vejo muito tabu. É muito importante saber diferenciar a prática da Magia Sexual e do abuso sexual, também muito usado por gurus e mestres que prometem iniciar pessoas em troca de favores sexuais que nada mais são que para satisfazer seus fetiches e não para propósitos mágickos específicos. O sexo por si só não significa nada se não houver um intenso treinamento entre os praticantes, que envolve primeiro o envolvimento de cada um dos elementos, para então o ato sexual em si. Se o praticante não souber usar o orgasmo para lançar sua Vontade, o ato é inoperante, por isso é tão importante o treinamento.


O que é Magia do Caos?

Magia do Caos é um metassistema de Magia em que nada é verdadeiro e tudo é permitido. Ou seja, o praticante pode pegar ideias de outros sistemas mágickos para a sua própria vida. Cada pessoa deve se tornar o seu próprio mestre e desenvolver o seu próprio sistema mágicko. Tudo é permitido, porém nem tudo convém.


Quais os livros que você escreveu?

Atualmente são seis livros lançados pelo Clube de Autores, dentre eles Liber FEM, voltado para o sagrado Feminino e práticas femininas na Magia; Vero, que é o meu grimório de Magia, Tecnomago, que é um diário sobre meu envolvimento com um mago; Valentia, um livro de poesias com participação de um poeta norteamericano; Neon Lights, meu livro de poesias em inglês; O Mapa do Caos, um livro para aqueles que querem se iniciar na Magia do Caos, e que é também uma agenda para ajudar aqueles que querem se organizar. Existem outros livros sendo reeditados e que em breve serão lançados. Caso se interesse, procure por Lua Valentia no Clube de Autores e irá me achar lá.


Como é a Austrália em relação ao cenário ocultista? Você foi bem recebida?

A Austrália é um país de intensas práticas mágickas. Existem muitos covens, mercados mágickos, eventos e grupos voltados para o tema. Creio que a grande diferença é que eles são extremamente sérios, falta um pouco da risada brasileira. O Brasil poderia aprender muito com a seriedade Australiana. Ao mesmo tempo a Austrália poderia aprender com a informalidade brasileira. Eu fui muito bem recebida, eles têm muito respeito pelas minhas práticas. Nunca tive qualquer problema, pelo contrário. Aqui o cenário da Magia do Caos é praticamente todo voltado para Arte, em especial poesia e música, mas também artes visuais. Foi realmente muito interessante ver como usam magia neste sentido.


O que achas desse retorno aos ritos helenísticos que andam rolando por aqui?

Acho o reconstrucionismo helênico uma maravilha, uma fonte inesgotável de aprendizagem e eu mesma aprecio muito ver o renascimento do helenismo, especialmente de sua força no seu berço natal, a própria Grécia. Sendo filha de Perséfone e de Morpheus, eu acho realmente lindo. Gostaria de ver a mesma força com práticas da Mesopotâmia e Babilônia.


Qual a sua opinião sobre a Wicca?

Conheci excelentes praticantes que sempre me trataram muito bem, em relação às práticas em si, evito falar sobre aquilo que não sei e nunca pratiquei.

Comparado com as outras décadas…qual o papel da internet em relação ao conhecimento sobre o conteúdo que versa sobre ocultismo, hoje as pessoas estudam mais ou menos?

Por um lado, temos todo o conhecimento produzido em nossas mãos. Se tratássemos isso de forma séria, poderíamos de fato organizarmos a melhor geração de ocultistas da história. Infelizmente não é o que acontece. Com fóruns online, vemos uma infinidade de magos de sofá que decoram conceitos, mas que nunca fizeram nada e que o único objetivo é a de ganharem alguma visibilidade nesses fóruns.

Naturalmente, eu tenho também visibilidade. Muitos me criticam por isso, por colocar à luz algo oculto. Eu entendo as críticas. Mas eu pratico de fato, leio de fato e repasso aquilo que deu certo, sempre deixando evidente de que cada pessoa deve estudar por si própria. O que eu mostro ao público é apenas a pontinha do iceberg. Cabe a cada um buscar seu próprio caminho.

Perde-se muito tempo com picuinhas e brigas, e infelizmente preciso me incluir em tais tretas, pois faço parte desta geração. Mas eu respiro fundo e tento sair disso.

Vejo que as pessoas estão obcecadas em quantidade e não em qualidade. Elas querem baixar milhares de PDFs, mas não conseguem ler nem o décimo daquilo. Da mesma forma, muita gente compra livro para ter na prateleira. Porém é mais fácil baixar milhares de livros em alguns cliques do que comprar milhares de livros reais. Acho mais interessante se focarem em poucos, mas bons livros de cada vez do que querer abraçar o mundo inteiro.

A quantidade de conhecimento faz com que muitos praticantes queiram desistir porque eles finalmente entendem que é impossível saber tudo. Mas chegar a esta conclusão: a de que sabemos quase nada faz parte do aprendizado. Devemos respeitar nossa história na magia e o tempo que levamos para estudar e praticar. Não somos robôs e não precisamos decorar tudo. Para isso existem as enciclopédias mágickas.


O que você pensa acerca do youtube?

O YouTube nada mais é que uma ferramenta como tantas outras para propagar informações. Se tais informações são relevantes ou não, que cada praticante estude o suficiente para saber o que de fato lhe convém. Eu estou no YouTube porque é a forma mais fácil de passar a informação que eu tenho. Mas sempre pego livros como base, para que saibam que eu não tirei o conhecimento do nada. Ele vem da leitura, da prática e também da intuição, naturalmente. Como ferramenta, tem sido uma excelente experiência estar tão próxima de pessoas que de outra forma jamais conheceria, incluindo magos como Tommie Kelly, que criou os Quarenta Servidores.


O que você acha da situação atual do Brasil?

O Brasil é um dos piores países para praticantes do Sagrado Feminino. A Terra está sendo envenenada, o que me levou a sair de lá. Não há como me proteger completamente se estiver ingerindo veneno. Acho que a população deveria se revoltar contra isso, porém com tantos problemas estruturais, entendo até que não consigam ver como prioridade. Além disso, há a destruição da maior biosfera do mundo, a Amazônia. A Austrália também não é o melhor país em relação ao meio-ambiente, porém não há comparação quando pensamos à qualidade de vida e da liberdade de prática. O que salva o Brasil são as pessoas que realmente lutam diariamente para melhorar. Agradeço imensamente àquelas que persistem.


Qual a sua visão para o futuro da Magia na modernidade liquida?

Estamos agora numa batalha mágicka entre aqueles que desejam a harmonia entre humanidade e Natureza e aqueles que apenas desejam aumentar seus lucros, da forma mais inconsequente e estúpida o possível, sem pensar nas gerações futuras. Tento não pensar muito nas consequências disso; apenas faço a minha parte, que é alertar a população sobre suas escolhas. Todos somos livres para escolher o nosso próprio caminho, mas ninguém estará livre das consequências inesperadas delas.


Qual mensagem final você gostaria de deixar para os seus leitores e telespectadores do youtube que você nunca deixou antes indiretamente?

Tenha muita calma quando for escolher o seu caminho. Tome o seu tempo, pense bastante sobre aquilo que você quer para a sua vida. Estude bastante. Tome cuidado com mestres, gurus e estrelas da Internet. Sempre procure saber se aquela pessoa realmente é aquilo que ela mostra na Internet. Inspire-se no estilo de vida que você quer realmente trazer para a sua vida. E não fique com medo de praticar, pois é o único modo de realmente melhorar. Leia bastante e não se preocupe de não ter todos os objetos, todos os livros, tudo o que os influenciadores mostram em suas contas. Você não precisa ser rico para ser frutífero. Aos poucos você chegará exatamente onde você quiser. Então mantenha isso de forma clara em mente.

27 visualizações

Assine Agora

© 2020 por Lua Valentia

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco